Sendo as novas fodonas da Coréia, Brave Girls retorna com “Chi Mat Ba Ram”

E aí gatinhas, tudo bem com vocês? Aqui tá tudo ótimo, acordei tardíssimo pois passei a madrugada inventado palhaçada no meu cabelo, mas deu certo no fim das contas. E acordei pronto para ouvir o comeback aguardadíssimo das não-mais-mortas-recém-hitudas Brave Girls, que está fazendo seu comeback após seu mega hit que demorou uns anos para ir pro mainstream “Rollin”.

Se era intencional do Brave Brothers me trazer de volta para 2015, ele conseguiu aqui. Eu vi algumas pessoas falando que voltaram para 2014/2015 e eu não levei fé até de fato ouvir e tomar um grande choque.

Sendo mais uma canetada do Brave Brothers em que ele clicou em alguns botões para produzir essa música, eu não gostei de primeira, tanto pelo choque de re-ouvir essa sonoridade de um grupo quase-meio-nugu de 2015 emulando o Sistar, como também por achar ela bem fraca. Mas como eu simplesmente não aceitei isso, fui ver a live e a música cresceu mais comigo e eu já me acostumei com ela.

É uma música divertida e feita para você aproveitar uma boa praia (para nós do Brasil, aproveitar em casa) mas isso não faz ela menos fraca dentro da própria discografia delas e isso foi o que me frustrou. Elas possuem uma série de singles icônicos e maravilhosos como também elas acabaram de ter um smash hit com uma música deliciosa que é Rollin, então eu não consigo entender a escolha de fazer essa música de grupo meio-nugu de 2015 datada e carregada do habitual som do saxofone processado, pode ser uma vitória nos charts e o pessoal pode curtir legal, mas dentro da discografia, ela seria engolida pelos outros singles bem melhores que elas possuem.

Levando o conceito grupo-nugu de 2015 a sério, o MV também é outra coisa terrível, pois parece que pegaram vários elementos gratuitos e bregas e enfiaram tudo lá, desde aqueles mock-up feios de avião como as várias versões de tipografia terríveis que enfiaram com o nome “Brave Girls” que tá mais para intro de canal de games e puts, elas possuem tanta coisa melhor na própria videografia, então eu juro que não consigo entender a escolha. Vamos lá Brave Brothers, o Brave Girls não é mais um grupo de 5º escalão do mundo nugu, então se permita ousar e gastar mais do orçamento mas fazendo escolhas certas e condizentes com ao menos o que está sendo feito atualmente.

O calendário de divulgação para esse comeback foi todo errado também e bem confuso, o photoshoot completamente diferente do conceito, teaser saindo 6 horas antes do comeback, foi uma bagunça total. Mas ainda assim, o Brave Girls já conseguiu números estrondosos e eu achei um bafo, elas sempre foram um grupo que entregou tudo e eu desejo toda a aclamação que elas merecem.

Elas voltaram com um mini-álbum intitulado Summer Queens com 5 faixas, 4 inéditas e uma versão em inglês do single Chi Mat Ba Ram. E bom…

THE FLAVOR OF THE ALBUM IS…

Fever é uma versão mais animadinha de outro hit delas “We Ride” e eu achei ela bem melhor do que o single, serviram vocais, serviram ritmo, serviram Bee Gees e espero que essa vingue também e a Coreia deite.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s