EXO mandou você “Don’t Fight the Feeling” e você vai obedecer.

Oi meus amores, tudo bem com vocês? Eu sei que dei essa pausa aí de 6 dias, mas algumas coisas aconteceram comigo essa semana e eu precisei dar esse tempinho, mas já estou de volta e pronto para comentar tudo o que aconteceu e acontecerá de atos nesses próximos dias. E temos aqui nosso primeiro ato.

O EXO fez seu comeback depois de um bom tempão no porão (e saíram para dar espaço para o Red Velvet atualmente), já que alguns estavam/estão no exército, outros estavam engatando na carreira solo e o Lay lá na China nos seus trabalhos que eu ainda não faço ideia do que são, mas já tem um tempinho que eu não gosto dos atos em grupo do EXO, será que esse comeback tão aguardado deu bem comigo?

Eu juro para vocês que eu tinha expectativas mistas, pois os teasers vinha uma releitura da era Power (que eu amo, não entendo como não gostam) e também tem o fator NCT que a SM tem enfiado em todo mundo, desde SHINee com aquela porqueira chamada Don’t Call Me e o comeback atual do Super Junior (que eu não me importo o suficiente para ouvir, mas pelo o que a blogosfera falou é ruim alá NCT igual) e isso me fez ter receio do que viria por aí.

Mas meu medo foi todo embora logo no momento em que o reizinho do pop D.O abriu a boca e eu entendi que a faixa era para ser uma música descontraída e divertida e você levar a sério-mas-não-tão-a-sério o fator de “não lutar contra o sentimento” seja nas partes do popzinho descontraído como até mesmo na parte de um trap suave que não tirou o brilho da música.

Eu realmente não tenho nada de negativo para falar da música (o que é difícil para mim, já que eu sou bem chatinho) e só tenho pontos positivos, não que seja a melhor coisa que eles já lançaram na carreira, mas foi um ótimo comeback num geral.

Os meus destaques na música vão para o Sehun, o que é chocante, já que eu geralmente não curto as linhas dele nas músicas e no MV vão para o Lay com seus 10 segundos de screentime e o maior do mundo Xiumin que entregou muita beleza e carisma.

Eu não sou do fandom EXO-L, mas eu fiquei tão feliz em ver o Lay no MV, sabe? Eu acompanhei por alto todo o drama com o Lay indo para a China e nunca mais saindo de lá e como o fandom sentiu esse impacto, então mesmo com o screentime minúsculo, ele apareceu no MV e serviu da forma dele, e ainda por cima fizeram a cena final todinha na tela verde para encaixar ele na coreografia como parte do grupo e eu achei isso uma sacada genial deles. Só tenho pontos positivos mesmo.

É EXO-L, vocês ganharam e vão levar!

THE FLAVOR OF THE ALBUM IS…

Com 5 faixas, eles trouxeram o mini-álbum self-title “Don’t Fight The Feeling” e eu gostei de todas as músicas, mas em especial a Paradise, que é um r&b meets popzinho suave que deu muito certo e te coloca em uma vibe para sacudir o corpo e entrar no mood que o mini pede. A minha única alteração seria colocar Paradise como intro, acho que ela seria ótima para introduzir o single. Num geral, é um ótimo mini-álbum e tenho certeza que vocês vão curtir.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s