Conheça Lady, o primeiro grupo trans do K-pop

Que a Coréia do Sul tem um histórico muito conservador com pessoas LGBTQIA+ é de conhecimento quase que geral, mas vocês sabiam que além da Harisu (primeira artista coreana abertamente trans , falarei exclusivamente dela em outro post) existiu um grupo de K-pop composto por apenas mulheres trans? E vamos de conhecer o grupo Lady.

Em 2001 surgia a primeira artista trans na mídia coreana, a Harisu. E pelo sucesso estrondoso que ela fez enquanto cantora, atriz e modelo, a empresa Logi Entertainment decidiu por formar um trio exclusivamente de mulheres transexuais. Realizaram uma audição com cerca de 400 mulheres e de lá foram recrutadas 3 membros e antes do debut, uma 4ª integrante foi inserida, formando assim em 2005 o grupo Lady, composto pela Binu, Sahara, Sinae e Yuna.

Da esquerda para direita: Binu (22), Yuna (21), Sahara (25) e Sinae (29);

O grupo iniciou suas atividades em Abril de 2005 com o mini-álbum intitulado Attention e de lá saíram dois singles, sendo eles a self-title “Attention” e “Ladies Night“. As lendas do pop realizaram seu debut na TV no dia 16 de Abril de 2005 em uma performance transmitida pela MBC e tiveram uma atenção considerável, tendo essa atenção atravessando a fronteira coreana e atingindo o Japão, China, Tailândia, Taiwan e Hong Kong. Não é como se elas fossem muito famosas, mas como não era todo dia que surgia um grupo de pessoas trans, então foi bastante noticiado na época do debut e popularizando as músicas delas nas boates desses países citados.

Que intro merda foi essa MBC?

Mas por causa da sociedade desgraçada transfóbica, o grupo sofreu muitos ataques de transfobia na mídia, tanto por serem transexuais, o que impediu de terem suas performances transmitidas na TV, como também por, segundo boatos, de que uma integrante transicionou unicamente para fugir do serviço militar obrigatório (olha a merda que eles usaram como justificativa para serem transfóbicos). E por conta desse “escândalo” a empresa tomou uma decisão péssima de fazer um ensaio nu intitulado “Women Reflect!”, que resultou em mais transfobia, causando um quase-disband em Agosto de 2006 e respiraram por aparelhos até o início de 2007, que disbandaram por definitivo. Até hoje é muito difícil achar qualquer outro tipo de informação sobre o grupo e como elas são pré-históricas de uma era que não tinha as redes sociais que utilizamos hoje, não se tem notícias de como elas estão atualmente.

Mas de uma coisa é certo, elas alí foram o momento e continuam sendo o momento, pois mesmo sumidas, foram revolucionárias e deixaram um ótimo mini-álbum e um legado.

O mini-álbum Attention é composto de 8 faixas, sendo elas:

  1. Intro – Lady 1st.
  2. In Da Club
  3. Attention
  4. Ladies Night
  5. Attention – Remix Version
  6. Ladies Night – Remix Version
  7. Attention – Instrumental Version
  8. Ladies Night – Instrumental Version

THE FLAVOR OF THE ALBUM IS…

O mini-álbum todo. Quer dizer, no caso falando das 4 primeiras faixas, já que as outras são versões em remix e instrumentais. As 4 músicas seguem uma sonoridade muito precisa do pop meets disco com um toquinho de hip-hop que era feito nos 00’s e que era sucesso nos clubes, músicas essas que eu super imaginaria um After School da vida lançando, então é algo bom e tenho certeza que alguns de vocês cacuras irão amar. Não é um grupo que entrega vocais, mas entregam beleza e é isso que importa no fim das contas.

O álbum está no Spotify e no YouTube Music.

4 comentários em “Conheça Lady, o primeiro grupo trans do K-pop

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s